sábado, 15 junho 2019, 18:39
Início Notícias Famosos Especialistas em nutrição opinam sobre como a correria da vida moderna pode...

Especialistas em nutrição opinam sobre como a correria da vida moderna pode afetar não apenas nossos hábitos alimentares mas a nossa saúde

Ela é multifuncional e ao longo do seu dia faz diversas tarefas diferentes. Renata Spallicci é diretora executiva da Apsen Farmacêutica, atleta fitness profissional, escritora, colunista da ESPN e musa do Carnaval paulista em 2019. Até onde esse tipo de rotina intensa pode prejudicar a saúde?

Renata mora e trabalha na zona sul em São Paulo, maior cidade da América Latina, e revela que passa bastante tempo no carro devido ao trânsito da cidade, por volta de 3h diárias: “no horário de rush posso levar em média 1h30m do Apsen, que fica em Santo Amaro, para minha casa no bairro do Morumbi. Por passar uma média de 3h por dia no trânsito, acabo tendo de fazer algumas refeições dentro do carro, enquanto estou parada no trânsito. Minha vida é tão corrida que como no carro mesmo minhas marmitas”, revela. A distância entre os dois pontos, casa e trabalho, é de aproximadamente 6km.

Sobre como a correria impacta nossa vida e nossa rotina alimentar, a nutricionista e influenciadora digital Bella Falconi aponta que é preciso buscar o melhor cenário possível no que tange a alimentação: ”melhor comer no carro em minutos do que deixar de se alimentar. Existem os que seguem o protocolo dietético do jejum intermitente e outros que não se alimentam nos horários e de modo adequado por causa da correria do dia a dia. Coma do jeito que puder e aonde estiver, principalmente se forem alimentos de alto valor biológico. As vezes não é uma opção e sim uma necessidade se alimentar de forma improvisada, pela falta de tempo, mas é importante ter o cuidado de minimamente garantir tempo para a mastigação adequada para que o nosso corpo assimile aqueles nutrientes. Temos sempre que buscar o melhor cenário possível”.

O Dr. Leone Gonçalves, especialista em nutrição e emagrecimento, revela que a correria da vida moderna pode prejudicar a saúde se não forem observadas algumas questões: “é preciso comer devagar, mastigando bem os alimentos, pois comer muito rápido pressionado pela correria e o estresse traz diversos distúrbios ao sistema digestivo e ao corpo de um modo geral. É preciso também observar a questão da conservação dos alimentos em sacolas térmicas, ao abrigo do calor, e evitar de deixar as marmitas por muito tempo no carro”.

O especialista aponta também outros efeitos colaterais da pressa na hora da alimentação: “em geral, isso faz com que se ingiram mais calorias e traz consigo a má digestão, azia, gases ou barriga inchada, por exemplo. Comer rápido demais faz com que o estômago não tenha tempo de enviar sinais ao cérebro de que está cheio e que é momento de parar, o que, normalmente, demora entre 15 a 20 minutos, resultando em uma maior ingestão de alimentos. É preciso ter calma”.

- Advertisement -

Deixe seu comentário

Últimas notícias

Bombeiros alertam para uso correto de fogos por crianças e adultos em festas juninas

Junho calmo, alegre e sem problemas. Esta é a expectativa de todos os porto-velhenses para festanças que tradicionalmente se estenderão aos meses...

Imagens de um jacaré gigantesco morto as margens do Rio Jaru polemiza, morte natural ou foi abatido?

Não se sabe ao certo quando foi feito o registro, mas a propagação das imagens ocorreu nesta quinta-feira (13), nelas aparece um...

Gosto de deixar a pele respirar. Por isso, durmo só de calcinha, ou nua: diz Suelen Corbulin

Todos os meses a Diamond Brazil tem revelado lindas mulheres para o público. A revista digital que se tornou a mais relevante...

Concessionárias de Rondônia promovem diversas ações na Semana do Meio Ambiente

Neste mês do Meio Ambiente, uma série de atividades educativas foram realizadas pelas concessionárias administradas pela Aegea Saneamento em Rondônia, Águas de...

TJRO aplica Lei Maria da Penha nos distritos distantes de Porto Velho

A Justiça de Rondônia realizou a segunda etapa do projeto “Maria nos Distritos” nos distritos de Extrema e Nova Califórnia, na primeira...